Cursos disponíveis


    A implantação de uma Rede de Laboratórios Municipais de Entomologia Municipais é uma das estratégias que deve ser colocada em prática descentralizando as análises de diagnóstico de vetores da Dengue, exames estes de menor complexidade diagnóstica. Ressalta-se a importância deste processo, pois este proporciona maior agilidade e facilidade nas análises realizadas nos municípios, considerando a diversidade epidemiológica e ambiental em saúde.

    A capacitação habilitará o servidor para identificação de Aedes aegypti e Aedes albopictus, auxiliando e agilizando as ações de vigilância nos municípios.

    O desenvolvimento deste curso justifica-se devido à importância que a atividade laboratorial representa na vigilância dos insetos vetores de doenças, ao tornar possível a detecção das situações de risco à saúde humana, como subsídio para a tomada de decisão nas ações de controle da Dengue.


    A implantação de uma Rede de Laboratórios Municipais de Entomologia Municipais é uma das estratégias que deve ser colocada em prática descentralizando as análises de diagnóstico de vetores da Dengue, exames estes de menor complexidade diagnóstica. Ressalta-se a importância deste processo, pois este proporciona maior agilidade e facilidade nas análises realizadas nos municípios, considerando a diversidade epidemiológica e ambiental em saúde.

    A capacitação habilitará o servidor para identificação de Aedes aegypti e Aedes albopictus, auxiliando e agilizando as ações de vigilância nos municípios.

    O desenvolvimento deste curso justifica-se devido à importância que a atividade laboratorial representa na vigilância dos insetos vetores de doenças, ao tornar possível a detecção das situações de risco à saúde humana, como subsídio para a tomada de decisão nas ações de controle da Dengue.


    A implantação de uma Rede de Laboratórios Municipais de Entomologia Municipais é uma das estratégias que deve ser colocada em prática descentralizando as análises de diagnóstico de vetores da Dengue, exames estes de menor complexidade diagnóstica. Ressalta-se a importância deste processo, pois este proporciona maior agilidade e facilidade nas análises realizadas nos municípios, considerando a diversidade epidemiológica e ambiental em saúde.

    A capacitação habilitará o servidor para identificação de Aedes aegypti e Aedes albopictus, auxiliando e agilizando as ações de vigilância nos municípios.

    O desenvolvimento deste curso justifica-se devido à importância que a atividade laboratorial representa na vigilância dos insetos vetores de doenças, ao tornar possível a detecção das situações de risco à saúde humana, como subsídio para a tomada de decisão nas ações de controle da Dengue.


    A implantação de uma Rede de Laboratórios Municipais de Entomologia Municipais é uma das estratégias que deve ser colocada em prática descentralizando as análises de diagnóstico de vetores da Dengue, exames estes de menor complexidade diagnóstica. Ressalta-se a importância deste processo, pois este proporciona maior agilidade e facilidade nas análises realizadas nos municípios, considerando a diversidade epidemiológica e ambiental em saúde.

    A capacitação habilitará o servidor para identificação de Aedes aegypti e Aedes albopictus, auxiliando e agilizando as ações de vigilância nos municípios.

    O desenvolvimento deste curso justifica-se devido à importância que a atividade laboratorial representa na vigilância dos insetos vetores de doenças, ao tornar possível a detecção das situações de risco à saúde humana, como subsídio para a tomada de decisão nas ações de controle da Dengue.


    Curso de Capacitação em Notificação de Agravos Relacionados ao Trabalho

            O Curso de Capacitação em Notificação de Agravos Relacionados ao Trabalho abrange as portarias que padronizam os procedimentos normativos relacionados à notificação compulsória de agravos e doenças relacionados ao trabalho.  É importante na formação de profissionais de saúde da rede SUS/RS em temas da  Saúde do Trabalhador para o desenvolvimento  das ações. Foi  elaborado pela crescente necessidade de conhecimento do perfil de acidentes e adoecimento de trabalhadores e porquê o número de notificações ainda demonstra-se incipiente, revelando-se a subnotificação ainda presente em muitos processos de adoecimento do trabalhador.

            O desenvolvimento do curso na modalidade à distância justifica-se para oferecer uma maior eficiência/eficácia dos processos de notificação dos agravos relacionados ao trabalho, especialmente no que concerne à implantação de ações de Saúde do Trabalhador na Rede de Atenção à Saúde, visando à integralidade do cuidado, e configura-se numa alternativa de qualificação para todos os 497 municípios no RS, uma vez que temos pactuado o Indicador RS04 – Taxa de Notificações de Agravos Relacionados ao Trabalho.

    O Curso tem como objetivo de propiciar a compreensão de conceitos fundamentais relacionados ao Sistema de Informação em Saúde (SINAN), relativos aos agravos e doenças relacionados ao trabalho.

    Este curso está voltado para os trabalhadores da saúde da Vigilância em Saúde dos municípios prioritários, Equipes da Atenção Básica, Serviços Especializados, de Clínicas, Hospitais – públicos e privados de Coordenadorias Regionais de Saúde, e Centros de Referência Regionais em Saúde do Trabalhador.



    Curso de Capacitação em Notificação de Agravos Relacionados ao Trabalho

            O Curso de Capacitação em Notificação de Agravos Relacionados ao Trabalho abrange as portarias que padronizam os procedimentos normativos relacionados à notificação compulsória de agravos e doenças relacionados ao trabalho.  É importante na formação de profissionais de saúde da rede SUS/RS em temas da  Saúde do Trabalhador para o desenvolvimento  das ações. Foi  elaborado pela crescente necessidade de conhecimento do perfil de acidentes e adoecimento de trabalhadores e porquê o número de notificações ainda demonstra-se incipiente, revelando-se a subnotificação ainda presente em muitos processos de adoecimento do trabalhador.

            O desenvolvimento do curso na modalidade à distância justifica-se para oferecer uma maior eficiência/eficácia dos processos de notificação dos agravos relacionados ao trabalho, especialmente no que concerne à implantação de ações de Saúde do Trabalhador na Rede de Atenção à Saúde, visando à integralidade do cuidado, e configura-se numa alternativa de qualificação para todos os 497 municípios no RS, uma vez que temos pactuado o Indicador RS04 – Taxa de Notificações de Agravos Relacionados ao Trabalho.

    O Curso tem como objetivo de propiciar a compreensão de conceitos fundamentais relacionados ao Sistema de Informação em Saúde (SINAN), relativos aos agravos e doenças relacionados ao trabalho.

    Este curso está voltado para os trabalhadores da saúde da Vigilância em Saúde dos municípios prioritários, Equipes da Atenção Básica, Serviços Especializados, de Clínicas, Hospitais – públicos e privados de Coordenadorias Regionais de Saúde, e Centros de Referência Regionais em Saúde do Trabalhador.



    Curso de Capacitação em Notificação de Agravos Relacionados ao Trabalho

            O Curso de Capacitação em Notificação de Agravos Relacionados ao Trabalho abrange as portarias que padronizam os procedimentos normativos relacionados à notificação compulsória de agravos e doenças relacionados ao trabalho.  É importante na formação de profissionais de saúde da rede SUS/RS em temas da  Saúde do Trabalhador para o desenvolvimento  das ações. Foi  elaborado pela crescente necessidade de conhecimento do perfil de acidentes e adoecimento de trabalhadores e porquê o número de notificações ainda demonstra-se incipiente, revelando-se a subnotificação ainda presente em muitos processos de adoecimento do trabalhador.

            O desenvolvimento do curso na modalidade à distância justifica-se para oferecer uma maior eficiência/eficácia dos processos de notificação dos agravos relacionados ao trabalho, especialmente no que concerne à implantação de ações de Saúde do Trabalhador na Rede de Atenção à Saúde, visando à integralidade do cuidado, e configura-se numa alternativa de qualificação para todos os 497 municípios no RS, uma vez que temos pactuado o Indicador RS04 – Taxa de Notificações de Agravos Relacionados ao Trabalho.

    O Curso tem como objetivo de propiciar a compreensão de conceitos fundamentais relacionados ao Sistema de Informação em Saúde (SINAN), relativos aos agravos e doenças relacionados ao trabalho.

    Este curso está voltado para os trabalhadores da saúde da Vigilância em Saúde dos municípios prioritários, Equipes da Atenção Básica, Serviços Especializados, de Clínicas, Hospitais – públicos e privados de Coordenadorias Regionais de Saúde, e Centros de Referência Regionais em Saúde do Trabalhador.



    Curso de Capacitação em Notificação de Agravos Relacionados ao Trabalho

            O Curso de Capacitação em Notificação de Agravos Relacionados ao Trabalho abrange as portarias que padronizam os procedimentos normativos relacionados à notificação compulsória de agravos e doenças relacionados ao trabalho.  É importante na formação de profissionais de saúde da rede SUS/RS em temas da  Saúde do Trabalhador para o desenvolvimento  das ações. Foi  elaborado pela crescente necessidade de conhecimento do perfil de acidentes e adoecimento de trabalhadores e porquê o número de notificações ainda demonstra-se incipiente, revelando-se a subnotificação ainda presente em muitos processos de adoecimento do trabalhador.

            O desenvolvimento do curso na modalidade à distância justifica-se para oferecer uma maior eficiência/eficácia dos processos de notificação dos agravos relacionados ao trabalho, especialmente no que concerne à implantação de ações de Saúde do Trabalhador na Rede de Atenção à Saúde, visando à integralidade do cuidado, e configura-se numa alternativa de qualificação para todos os 497 municípios no RS, uma vez que temos pactuado o Indicador RS04 – Taxa de Notificações de Agravos Relacionados ao Trabalho.

    O Curso tem como objetivo de propiciar a compreensão de conceitos fundamentais relacionados ao Sistema de Informação em Saúde (SINAN), relativos aos agravos e doenças relacionados ao trabalho.

    Este curso está voltado para os trabalhadores da saúde da Vigilância em Saúde dos municípios prioritários, Equipes da Atenção Básica, Serviços Especializados, de Clínicas, Hospitais – públicos e privados de Coordenadorias Regionais de Saúde, e Centros de Referência Regionais em Saúde do Trabalhador.



    Curso de Capacitação em Notificação de Agravos Relacionados ao Trabalho

            O Curso de Capacitação em Notificação de Agravos Relacionados ao Trabalho abrange as portarias que padronizam os procedimentos normativos relacionados à notificação compulsória de agravos e doenças relacionados ao trabalho.  É importante na formação de profissionais de saúde da rede SUS/RS em temas da  Saúde do Trabalhador para o desenvolvimento  das ações. Foi  elaborado pela crescente necessidade de conhecimento do perfil de acidentes e adoecimento de trabalhadores e porquê o número de notificações ainda demonstra-se incipiente, revelando-se a subnotificação ainda presente em muitos processos de adoecimento do trabalhador.

            O desenvolvimento do curso na modalidade à distância justifica-se para oferecer uma maior eficiência/eficácia dos processos de notificação dos agravos relacionados ao trabalho, especialmente no que concerne à implantação de ações de Saúde do Trabalhador na Rede de Atenção à Saúde, visando à integralidade do cuidado, e configura-se numa alternativa de qualificação para todos os 497 municípios no RS, uma vez que temos pactuado o Indicador RS04 – Taxa de Notificações de Agravos Relacionados ao Trabalho.

    O Curso tem como objetivo de propiciar a compreensão de conceitos fundamentais relacionados ao Sistema de Informação em Saúde (SINAN), relativos aos agravos e doenças relacionados ao trabalho.

    Este curso está voltado para os trabalhadores da saúde da Vigilância em Saúde dos municípios prioritários, Equipes da Atenção Básica, Serviços Especializados, de Clínicas, Hospitais – públicos e privados de Coordenadorias Regionais de Saúde, e Centros de Referência Regionais em Saúde do Trabalhador.



    Curso de Capacitação em Notificação de Agravos Relacionados ao Trabalho

            O Curso de Capacitação em Notificação de Agravos Relacionados ao Trabalho abrange as portarias que padronizam os procedimentos normativos relacionados à notificação compulsória de agravos e doenças relacionados ao trabalho.  É importante na formação de profissionais de saúde da rede SUS/RS em temas da  Saúde do Trabalhador para o desenvolvimento  das ações. Foi  elaborado pela crescente necessidade de conhecimento do perfil de acidentes e adoecimento de trabalhadores e porquê o número de notificações ainda demonstra-se incipiente, revelando-se a subnotificação ainda presente em muitos processos de adoecimento do trabalhador.

            O desenvolvimento do curso na modalidade à distância justifica-se para oferecer uma maior eficiência/eficácia dos processos de notificação dos agravos relacionados ao trabalho, especialmente no que concerne à implantação de ações de Saúde do Trabalhador na Rede de Atenção à Saúde, visando à integralidade do cuidado, e configura-se numa alternativa de qualificação para todos os 497 municípios no RS, uma vez que temos pactuado o Indicador RS04 – Taxa de Notificações de Agravos Relacionados ao Trabalho.

    O Curso tem como objetivo de propiciar a compreensão de conceitos fundamentais relacionados ao Sistema de Informação em Saúde (SINAN), relativos aos agravos e doenças relacionados ao trabalho.

    Este curso está voltado para os trabalhadores da saúde da Vigilância em Saúde dos municípios prioritários, Equipes da Atenção Básica, Serviços Especializados, de Clínicas, Hospitais – públicos e privados de Coordenadorias Regionais de Saúde, e Centros de Referência Regionais em Saúde do Trabalhador.



    Curso de Capacitação em Notificação de Agravos Relacionados ao Trabalho

            O Curso de Capacitação em Notificação de Agravos Relacionados ao Trabalho abrange as portarias que padronizam os procedimentos normativos relacionados à notificação compulsória de agravos e doenças relacionados ao trabalho.  É importante na formação de profissionais de saúde da rede SUS/RS em temas da  Saúde do Trabalhador para o desenvolvimento  das ações. Foi  elaborado pela crescente necessidade de conhecimento do perfil de acidentes e adoecimento de trabalhadores e porquê o número de notificações ainda demonstra-se incipiente, revelando-se a subnotificação ainda presente em muitos processos de adoecimento do trabalhador.

            O desenvolvimento do curso na modalidade à distância justifica-se para oferecer uma maior eficiência/eficácia dos processos de notificação dos agravos relacionados ao trabalho, especialmente no que concerne à implantação de ações de Saúde do Trabalhador na Rede de Atenção à Saúde, visando à integralidade do cuidado, e configura-se numa alternativa de qualificação para todos os 497 municípios no RS, uma vez que temos pactuado o Indicador RS04 – Taxa de Notificações de Agravos Relacionados ao Trabalho.

    O Curso tem como objetivo de propiciar a compreensão de conceitos fundamentais relacionados ao Sistema de Informação em Saúde (SINAN), relativos aos agravos e doenças relacionados ao trabalho.

    Este curso está voltado para os trabalhadores da saúde da Vigilância em Saúde dos municípios prioritários, Equipes da Atenção Básica, Serviços Especializados, de Clínicas, Hospitais – públicos e privados de Coordenadorias Regionais de Saúde, e Centros de Referência Regionais em Saúde do Trabalhador.


    O Curso Básico de ImunoHematologia para Agências  Transfusionais objetiva capacitar os profissionais que atuam nos laboratórios de Imunohematologia dos serviços de hemoterapia conveniados à Hemorrede pública do Estado do Rio Grande do Sul sobre os procedimentos laboratoriais na rotina destes laboratórios, necessários à execução das provas pré-transfusionais.

    O Curso de Atualização em Vigilância Sanitária - VISA propõe a formação das equipes de vigilância sanitária dos municípios pertencentes à região administrativa da 6ª CRS. 

    A proposta de atualização vem ao encontro do interesse de promover a descentralização de ações estratégicas às equipes municipais e fortalecer os processos de trabalho no âmbito local tendo a Educação Permanente em Saúde como base conceitual que interroga os serviços e o trabalho em saúde a respeito de seus principais nós críticos.

    O curso de curta duração, em parceria com o Núcleo de Educação Permanente em Saúde Coletiva (NURESC/6ª), sobre Vigilância Sanitária propõe entender a realidade local e ampliar o conhecimento dos fiscais sanitários municipais para promover ações de saúde e fortalecer a VISA.


    O Curso de Atualização em Vigilância Sanitária - VISA propõe a formação das equipes de vigilância sanitária dos municípios pertencentes à região administrativa da 6ª CRS. 

    A proposta de atualização vem ao encontro do interesse de promover a descentralização de ações estratégicas às equipes municipais e fortalecer os processos de trabalho no âmbito local tendo a Educação Permanente em Saúde como base conceitual que interroga os serviços e o trabalho em saúde a respeito de seus principais nós críticos.

    O curso de curta duração, em parceria com o Núcleo de Educação Permanente em Saúde Coletiva (NURESC/6ª), sobre Vigilância Sanitária propõe entender a realidade local e ampliar o conhecimento dos fiscais sanitários municipais para promover ações de saúde e fortalecer a VISA.



    O Curso de Atualização em Vigilância Sanitária - VISA propõe a formação das equipes de vigilância sanitária dos municípios pertencentes à região administrativa da 6ª CRS. 

    A proposta de atualização vem ao encontro do interesse de promover a descentralização de ações estratégicas às equipes municipais e fortalecer os processos de trabalho no âmbito local tendo a Educação Permanente em Saúde como base conceitual que interroga os serviços e o trabalho em saúde a respeito de seus principais nós críticos.

    O curso de curta duração, em parceria com o Núcleo de Educação Permanente em Saúde Coletiva (NURESC/6ª), sobre Vigilância Sanitária propõe entender a realidade local e ampliar o conhecimento dos fiscais sanitários municipais para promover ações de saúde e fortalecer a VISA.



    O Curso destina-se a Capacitação em Hemoterapia para Médicos Não Especialistas atuar em serviços de hemoterapia.

    O Curso tem como objetivos:

    - instrumentalizar os profissionais para que sejam capazes de compreender a importância de todas as

    etapas do ciclo do sangue e a inter-relação entre as mesmas;

    - conhecer as características de cada etapa, desde a captação de doadores, processo de doação,

    processamento e distribuição de hemocomponentes;

    • compreender a importância da garantia da qualidade de produtos e serviços envolvidos
    • compreender as normas de biossegurança como ações de cuidado consigo, com os colegas, doadores e meio ambiente;
    • compreender os potenciais riscos do processo transfusional e de coleta de sangue, assim como o seu manejo em situações críticas;
    • compreender as responsabilidades civis e sanitárias referentes à assunção de Responsabilidade Técnica em serviços de hemoterapia.


    O Curso destina-se à Capacitação em Hemoterapia para Médicos Não Especialistas, para que possam atuar nesses serviços.

    O Curso tem como objetivos:

    - instrumentalizar os profissionais para que sejam capazes de compreender a importância de todas as etapas do ciclo do sangue e a inter-relação entre as mesmas;

    - conhecer as características de cada etapa, desde a captação de doadores, processo de doação, processamento e distribuição de hemocomponentes;

    - compreender a importância da garantia da qualidade de produtos e serviços envolvidos;

    - compreender as normas de biossegurança como ações de cuidado consigo, com os colegas, doadores e meio ambiente;

    - compreender os potenciais riscos do processo transfusional e de coleta de sangue, assim como o seu manejo em situações críticas;

    - compreender as responsabilidades civis e sanitárias referentes à assunção de Responsabilidade Técnica em serviços de hemoterapia.



    CURSO DE CAPACITAÇÃO EM INVESTIGAÇÃO DE SURTOS DE DOENÇA DE TRANSMISSÃO HÍDRICA E ALIMENTAR

    O Curso tem como objetivo capacitar os profissionais da vigilância em saúde que trabalham no nível municipal e estadual para a realização de investigação de surtos de doenças de transmissão hídrica e alimentar.

    A capacitação dos profissionais da área da saúde na modalidade de ensino à distância justifica-se na proposta de oferecer o treinamento necessário para a correta investigação dos surtos de DTHA. No plano de propagação da ciência para a coleta e tratamento de dados, mantém-se a integração entre o município, a regional e o estado como o ideal para o funcionamento e aprimoramento na promoção da saúde da população.



    O curso de Formação de Cuidadores de Idosos se apresenta como uma estratégia de aperfeiçoamento das práticas de cuidado e de promoção da saúde e bem estar do idoso. 

    O curso apresenta uma carga horária de 80 horas, na modalidade Mobile learning híbrida utilizando o smartphone, tablet e computador como tecnologia mediadora dos momentos não presenciais curso. 

    As horas estão divididas da seguinte maneira:

    ●  64 h – capacitação teóricas em 4 módulos compostos com aulas seguindo um roteiro de aprendizagem;

    ●  16 h - capacitação presencial em sala de aula seguindo o planejamento das normas de Biossegurança conforme protocolo vigente.



    O curso de Formação de Cuidadores de Idosos se apresenta como uma estratégia de aperfeiçoamento das práticas de cuidado e de promoção da saúde e bem estar do idoso. 

    O curso apresenta uma carga horária de 80 horas, na modalidade Mobile learning híbrida utilizando o smartphone, tablet e computador como tecnologia mediadora dos momentos não presenciais curso. 

    As horas estão divididas da seguinte maneira:

    ●  64 h – capacitação teóricas em 4 módulos compostos com aulas seguindo um roteiro de aprendizagem;

    ●  16 h - capacitação presencial em sala de aula seguindo o planejamento das normas de Biossegurança conforme protocolo vigente.



    O curso de Formação de Cuidadores de Idosos se apresenta como uma estratégia de aperfeiçoamento das práticas de cuidado e de promoção da saúde e bem estar do idoso. 

    O curso apresenta uma carga horária de 80 horas, na modalidade Mobile learning híbrida utilizando o smartphone, tablet e computador como tecnologia mediadora dos momentos não presenciais curso. 

    As horas estão divididas da seguinte maneira:

    ●  64 h – capacitação teóricas em 4 módulos compostos com aulas seguindo um roteiro de aprendizagem;

    ●  16 h - capacitação presencial em sala de aula seguindo o planejamento das normas de Biossegurança conforme protocolo vigente.



    O curso de Formação de Cuidadores de Idosos se apresenta como uma estratégia de aperfeiçoamento das práticas de cuidado e de promoção da saúde e bem estar do idoso. 

    O curso apresenta uma carga horária de 80 horas, na modalidade Mobile learning híbrida utilizando o smartphone, tablet e computador como tecnologia mediadora dos momentos não presenciais curso. 

    As horas estão divididas da seguinte maneira:

    ●  64 h – capacitação teóricas em 4 módulos compostos com aulas seguindo um roteiro de aprendizagem;

    ●  16 h - capacitação presencial em sala de aula seguindo o planejamento das normas de Biossegurança conforme protocolo vigente.



    O curso de Formação de Cuidadores de Idosos se apresenta como uma estratégia de aperfeiçoamento das práticas de cuidado e de promoção da saúde e bem estar do idoso. 

    O curso apresenta uma carga horária de 80 horas, na modalidade Mobile learning híbrida utilizando o smartphone, tablet e computador como tecnologia mediadora dos momentos não presenciais curso. 

    As horas estão divididas da seguinte maneira:

    ●  64 h – capacitação teóricas em 4 módulos compostos com aulas seguindo um roteiro de aprendizagem;

    ●  16 h - capacitação presencial em sala de aula seguindo o planejamento das normas de Biossegurança conforme protocolo vigente.



    O curso de Formação de Cuidadores de Pessoas Idosas se apresenta como uma estratégia de aperfeiçoamento das práticas de cuidado e de promoção da saúde e bem estar do idoso. 

    O curso apresenta uma carga horária de 80 horas, na modalidade Mobile learning híbrida utilizando o smartphone, tablet e computador como tecnologia mediadora dos momentos não presenciais curso. 

    As horas estão divididas da seguinte maneira:

    ●  64 h – capacitação teóricas em 4 módulos compostos com aulas seguindo um roteiro de aprendizagem;

    ●  16 h - capacitação presencial em sala de aula seguindo o planejamento das normas de Biossegurança conforme protocolo vigente.



    O curso de Formação de Cuidadores de Pessoas Idosas se apresenta como uma estratégia de aperfeiçoamento das práticas de cuidado e de promoção da saúde e bem estar do idoso. 

    O curso apresenta uma carga horária de 80 horas, na modalidade Mobile learning híbrida utilizando o smartphone, tablet e computador como tecnologia mediadora dos momentos não presenciais curso. 

    As horas estão divididas da seguinte maneira:

    ●  64 h – capacitação teóricas em 4 módulos compostos com aulas seguindo um roteiro de aprendizagem;

    ●  16 h - capacitação presencial em sala de aula seguindo o planejamento das normas de Biossegurança conforme protocolo vigente.



    Este curso é destinado aos profissionais que trabalham nas Agências Transfusionais e nas Unidades de Coleta e Transfusão vinculadas ao Hemocentro Coordenador do Estado do RS - Hemorgs e aos Hemocentros Regionais.

    Nele, serão abordados assuntos como o Ciclo do Sangue, a Captação de Doadores, Imunohematologia teórico, Hemovigilância, Biossegurança e Gerenciamento de Resíduos, Transfusão Sanguínea e Reações Transfusionais/Uso Racional do Sangue, Transporte de Sangue e Hemocomponentes e Gestão de Equipamentos, em 8 módulos, com apresentação do conteúdo em vídeo-aula, material de apoio e avaliação de cada módulo.



    Este curso é destinado aos profissionais que trabalham nas Agências Transfusionais e nas Unidades de Coleta e Transfusão vinculadas ao Hemocentro Coordenador do Estado do RS - Hemorgs e aos Hemocentros Regionais.

    Nele, serão abordados assuntos como o Ciclo do Sangue, a Captação de Doadores, Imunohematologia teórico, Hemovigilância, Biossegurança e Gerenciamento de Resíduos, Transfusão Sanguínea e Reações Transfusionais/Uso Racional do Sangue, Transporte de Sangue e Hemocomponentes e Gestão de Equipamentos, em 8 módulos, com apresentação do conteúdo em vídeo-aula, material de apoio e avaliação de cada módulo.




    O Curso de Introdução à Vigilância em Saúde do Trabalhador visa propiciar a compreensão de conceitos fundamentais para o exercício das atribuições da vigilância em saúde do trabalhador, através de técnicas e instrumental teórico sobre a saúde do trabalhador no SUS, a base legal para as ações de vigilância em saúde e segurança nos ambientes de trabalho, desenvolvendo competências para as ações. Tem como objetivo de capacitar os técnicos atuantes nas Vigilâncias em Saúde do Trabalhador nos temas básicos de saúde do trabalhador; Padronizar o conhecimento básico necessário para realização de suas atribuições. Este curso está voltado para os trabalhadores da saúde da Vigilância em Saúde do Trabalhador dos municípios e demais áreas afins à saúde do trabalhador.



    O Curso tem o propósito de subsidiar as equipes de saúde, especialmente os profissionais ligados à Vigilância em Saúde do Trabalhador (VISAT) dos municípios, Coordenadorias Regionais de Saúde, Centros de Referências em Saúde do Trabalhador (CEREST) e Unidades de Referências em Saúde do Trabalhador (UREST), quanto às ações desenvolvidas no processo de vigilância epidemiológica dos óbitos por doenças e agravos relacionados ao trabalho.  

    A Política Nacional do Sangue (PNS) estabelece as diretrizes para a obtenção de produtos hemoterápicos seguros e de qualidade, o que depende do adequado funcionamento de todas as etapas envolvidas no ciclo do sangue. Trabalhando de forma articulada, com mecanismos que assegurem a qualidade destes produtos e garantam a segurança transfusional, os estabelecimentos hemoterápicos devem proceder à coleta e ao processamento do sangue de forma adequada à legislação sanitária vigente.

    O Patient Blood Management (PBM) é uma abordagem sistemática, focada no paciente, baseada em evidências clínicas para melhorar o prognóstico, visando o gerenciamento do próprio sangue do paciente através do diagnóstico e tratamento específico da anemia, minimizando a perda de sangue e a hemorragia, ao mesmo tempo que promove a segurança transfusional. 

    Portanto, o emprego de seus conceitos permite a melhoria da evolução do paciente por meio do uso racional de sangue e redução de exposições desnecessárias a produtos sanguíneos.


    O curso de qualificação em imunizações voltado aos profissionais de enfermagem, que atuam nesta área no âmbito da atenção básica na região da 5ª Coordenadoria Regional de Saúde (5ª CRS). Visa capacitar os auxiliares e técnicos de enfermagem, habilitando-os a atuar em sala de vacinas e, os enfermeiros, qualificando-os e tornando-os multiplicadores do curso.

    projeto curso de imunizações.docx.pdfprojeto curso de imunizações.docx.pdf

    capa

    CURSO DE QUALIFICAÇÃO: ACOMPANHAMENTO TERAPÊUTICO E REDUÇÃO DE DANOS COMO ESTRATÉGIAS DE CUIDADO EM SAÚDE MENTAL COLETIVA

    A qualificação irá abordar a reflexão sobre a lógica do Acompanhamento Terapêutico e Redução de Danos na Rede de Atenção Psicossocial, a partir da análise das política públicas e território na perspectiva da atenção integral às saúde mental coletiva; processo de construção da subjetividade, sofrimento psíquico e o campo social; clínica do cuidado a partir da lógica do acompanhamento terapêutico e redução de danos, gestão do trabalho e educação em saúde coletiva e o percurso formativo.

    Objetivos: Qualificar trabalhadores/as  do SUS para a para a prática de cuidado em liberdade na perspectiva do acompanhamento terapêutico e da redução de danos como referenciais que envasam estratégias de cuidado em saúde mental coletiva.

    A Qualificação possui 50 horas, na modalidade EaD, com momentos síncronos, sendo 40h teóricas através da plataforma Moodle e 10h de prática no território.




    Curso de Qualificação em Acompanhamento Terapêutico e Redução de Danos como Estratégia de Cuidado em Saúde Mental Coletiva no Contexto da Pandemia.

    ObjetivosRefletir sobre o acompanhamento terapêutico e redução de danos como postura ética e estratégias de cuidado em saúde mental coletiva, oportunizando aos/às trabalhadores/as da Secretaria Estadual de Saúde um espaço de discussão sobre acompanhamento terapêutico e redução de danos como postura ética e estratégia de cuidado em saúde mental coletiva.

    Modalidade em EaD, com momentos síncronos, voltado aos profissionais que atuam na SES, prioritariamente, coordenadores/as de saúde mental, NURESCs e demais servidores das Coordenadorias Regionais de Saúde.


    O  Curso de Transporte de Hemocomponentes é destinado aos trabalhadores envolvidos no transporte de hemocomponentes das unidades de saúde que desenvolvam atividades de hemoterapia. Tendo como objetivo apresentar os conceitos fundamentais relacionados à segurança no transporte terrestre de hemocomponentes, incluindo:

    • Capacitar os trabalhadores para identificar possíveis riscos no transporte de hemocomponentes;
    • Capacitar para o adequado transporte das caixas contendo hemocomponentes, de acordo com as normas sanitárias vigentes;
    • Contribuir para o desenvolvimento e compromisso dos profissionais de saúde com a qualidade do transporte dos hemocomponentes;

    Após concluir o itinerário formativo do curso, tendo aprovação em todos os módulos, o aluno recebe o atestado do curso de Capacitação para transporte de hemocomponentes. Este profissional deverá ter apreensão de conceitos fundamentais relacionados ao transporte de hemocomponentes de acordo com a legislação sanitária vigente.


    O  Curso de Transporte de Hemocomponentes é destinado aos trabalhadores envolvidos no transporte de hemocomponentes das unidades de saúde que desenvolvam atividades de hemoterapia. Tendo como objetivo apresentar os conceitos fundamentais relacionados à segurança no transporte terrestre de hemocomponentes, incluindo:

    • Capacitar os trabalhadores para identificar possíveis riscos no transporte de hemocomponentes;
    • Capacitar para o adequado transporte das caixas contendo hemocomponentes, de acordo com as normas sanitárias vigentes;
    • Contribuir para o desenvolvimento e compromisso dos profissionais de saúde com a qualidade do transporte dos hemocomponentes;

    Após concluir o itinerário formativo do curso, tendo aprovação em todos os módulos, o aluno recebe o atestado do curso de Capacitação para transporte de hemocomponentes. Este profissional deverá ter apreensão de conceitos fundamentais relacionados ao transporte de hemocomponentes de acordo com a legislação sanitária vigente.


    CURSO DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE MENTAL DO TRABALHADOR E DA TRABALHADORA - NOTIFICAÇÕES DE TRANSTORNOS MENTAIS RELACIONADOS AO TRABALHO


    O curso na modalidade à distância configura-se numa estratégia para consolidar a Vigilância em Saúde do Trabalhador principalmente no que concerne ao sofrimento mental relacionado ao trabalho, favorecendo o reconhecimento dos principais fatores de risco a saúde mental atrelados ao trabalho, assim como a importância da notificação quando há suspeita/confirmação do caso, possibilitando que ações de vigilância, promoção e assistência sejam realizadas.


    O Curso Instrumentos de Gestão para o Controle Social que tem por objetivo fomentar a reflexão com vistas à instrumentalização das conselheiras e dos conselheiros de saúde acerca dos instrumentos de gestão do SUS, seus fluxos, funções e objetivos, bem como estimular a crítica à conjuntura vivenciada por meio da economia política, pano de fundo das relações entre estado e sociedade.


    O curso Presencial para Formação Moodle EAD da SES/RS tem o objetivo que capacitar servidores da ESP no desenvolvimento de cursos na modalidade EAD / AVA.

    O Curso de Educação Permanente em Assistência Farmacêutica sera ministrado pela farmacêutica Agnes...

    O curso FORMAÇÃO EM GESTÃO DA EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE E PROCESSO DE TRABALHO NO SUS propõe atividades práticas reflexivas visando a implementação da Rede de Educação em Saúde Coletiva no RS tendo a Educação Permanente em Saúde como base conceitual que interroga os serviços e o trabalho em saúde a respeito de seus principais nós críticos. Ao mesmo tempo, propõe estratégias cooperativas e solidárias para a construção de respostas aos desafios existentes nos processos de trabalho partindo das experiências vividas no cotidiano de gestores, trabalhadores e usuários da saúde.

    Objetivos:

    Geral:

    Promover aporte teórico-prático para a implantação de um espaço coletivo organizado, participativo e democrático, que se destina a planejar e executar ações de Educação Permanente em Saúde no âmbito municipal.

    Específicos:

    • Implementar a Política Municipal de Educação Permanente em Saúde, que envolve a formação, qualificação e o aperfeiçoamento em saúde coletiva aos trabalhadores da saúde, desenvolvendo atividades de pesquisa, educação permanente e continuada em saúde, além de articulações com as instâncias regionais, estaduais e federais da educação permanente, as instituições formadoras e o controle social.

    • Discutir o processo de planejamento e intervenção na Educação Permanente em Saúde.

    • Promover espaços de discussão para a análise e transformação do processo de trabalho, orientando-o para uma constante melhoria da qualidade das ações e serviços de saúde.

    • Planejar coletivamente o processo de educação permanente para a ABS adequado às necessidades locorregionais.

    Metodologia


    O projeto será desenvolvido permanentemente uma vez que utiliza a plataforma moodle da Escola de Saúde Pública do RS. A proposta prevê 42 h de formação à distância e 18 h presenciais, 6 h no início, 4 h no decorrer do curso e 8 h final totalizando 60 h de formação. O encontro inicial será de sensibilização, apresentação da plataforma e metodologia do curso e o encontro final será a apresentação de projeto de implantação do Núcleo Municipal de Educação Permanente em Saúde ou equivalente no município de origem dos trabalhadores construído coletivamente pela equipe municipal.

    Após o termino do curso os coordenadores municipais assumirão compromisso de participar dos encontros mensais de EPS na 6ª CRS e da agenda da RESC como forma de fomentar e potencializar o trabalho dos Núcleos Municipais.

    Para as inscrições, além de ser trabalhador da ABS, será priorizado o município que disponha no mínimo dois trabalhadores para realizar o curso ao mesmo tempo visando a cooperação e o trabalho em equipe. A indicação dos trabalhadores será realizada pelo gestor mediante assinatura de termo de compromisso em que o trabalhador se compromete a finalizar o curso e apresentar o produto do mesmo em seminário com a turma e, posteriormente no município de origem.


    O curso FORMAÇÃO EM GESTÃO DA EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE E PROCESSO DE TRABALHO NO SUS propõe atividades práticas reflexivas visando a implementação da Rede de Educação em Saúde Coletiva no RS tendo a Educação Permanente em Saúde como base conceitual que interroga os serviços e o trabalho em saúde a respeito de seus principais nós críticos. Ao mesmo tempo, propõe estratégias cooperativas e solidárias para a construção de respostas aos desafios existentes nos processos de trabalho partindo das experiências vividas no cotidiano de gestores, trabalhadores e usuários da saúde.

    Objetivos:

    Geral:

    Promover aporte teórico-prático para a implantação de um espaço coletivo organizado, participativo e democrático, que se destina a planejar e executar ações de Educação Permanente em Saúde no âmbito municipal.

    Específicos:

    • Implementar a Política Municipal de Educação Permanente em Saúde, que envolve a formação, qualificação e o aperfeiçoamento em saúde coletiva aos trabalhadores da saúde, desenvolvendo atividades de pesquisa, educação permanente e continuada em saúde, além de articulações com as instâncias regionais, estaduais e federais da educação permanente, as instituições formadoras e o controle social.

    • Discutir o processo de planejamento e intervenção na Educação Permanente em Saúde.

    • Promover espaços de discussão para a análise e transformação do processo de trabalho, orientando-o para uma constante melhoria da qualidade das ações e serviços de saúde.

    • Planejar coletivamente o processo de educação permanente para a ABS adequado às necessidades locorregionais.

    Metodologia


    O projeto será desenvolvido permanentemente uma vez que utiliza a plataforma moodle da Escola de Saúde Pública do RS. A proposta prevê 42 h de formação à distância e 18 h presenciais, 6 h no início, 4 h no decorrer do curso e 8 h final totalizando 60 h de formação. O encontro inicial será de sensibilização, apresentação da plataforma e metodologia do curso e o encontro final será a apresentação de projeto de implantação do Núcleo Municipal de Educação Permanente em Saúde ou equivalente no município de origem dos trabalhadores construído coletivamente pela equipe municipal.

    Após o termino do curso os coordenadores municipais assumirão compromisso de participar dos encontros mensais de EPS na 6ª CRS e da agenda da RESC como forma de fomentar e potencializar o trabalho dos Núcleos Municipais.

    Para as inscrições, além de ser trabalhador da ABS, será priorizado o município que disponha no mínimo dois trabalhadores para realizar o curso ao mesmo tempo visando a cooperação e o trabalho em equipe. A indicação dos trabalhadores será realizada pelo gestor mediante assinatura de termo de compromisso em que o trabalhador se compromete a finalizar o curso e apresentar o produto do mesmo em seminário com a turma e, posteriormente no município de origem.


    foto

    O curso propõe a qualificação acerca da educação permanente em saúde como estratégia para a consolidação da Rede de Educação em Saúde Coletiva no RS, refletindo sobre o processo de trabalho dos Núcleos Regionais de Educação em Saúde Coletiva e o apoio aos Núcleos Municipais de Educação em Saúde Coletiva ou representantes de educação em saúde coletiva/permanente dos municípios.

    Objetivos:

    Geral:

    Refletir sobre o processo de trabalho dos NURESCs, enquanto dispositivo da Rede de Educação em Saúde Coletiva/ RS e a interface com a ESP/ RS.

    Específicos:

      • Dar visibilidade aos dispositivos da RESC como potenciais articuladores da educação em saúde coletiva no RS. 

      • Subsidiar os NURESCs em relação ao processo de trabalho em cada território.

      • Fortalecer os NURESCs enquanto dispositivos estratégicos de articulação da educação em saúde coletiva das CRS.

      • Refletir sobre a educação permanente em saúde como estratégia da educação em saúde coletiva

      • Facilitar subsídios teórico-práticos sobre a educação em saúde coletiva - educação permanente em saúde.

    Metodologia

    O projeto será desenvolvido permanentemente uma vez que utiliza a plataforma moodle da Escola de Saúde Pública do RS. A proposta prevê 40 h de formação à distância, com momentos síncronos. 

    Para as inscrições, a prioridade são os servidores vinculados aos NURESCs. Além dos coordenadores dos NURESCs, as CRS poderão inscrever, mais um servidor de outra política.

    A inscrição dos servidores (as) será realizada pelo NURESC, a partir do envio dos dados solicitados, do termo de compromisso da CRS e da autorização de cessão de imagem. 



    Curso de formação em “Construção de redes de promoção da vida e prevenção do suicídio em crianças e adolescentes” Região de Saúde 21

    O curso aborda o comportamento suicida em crianças e adolescentes, conceitos, fatores de risco e proteção, mídias sociais e a construção do trabalho em rede, contemplando os setores saúde, educação, conselho tutelar, assistência social, segurança pública, entre outros.

    Objetivo 

    Formar profissionais para a construção de redes intersetoriais locais de promoção da vida e prevenção do suicídio de crianças e adolescentes.

    Público-alvo

    Profissionais da rede intersetorial: saúde, educação, conselho tutelar, assistência social, segurança pública, organizações da sociedade civil e outros setores da rede de proteção às crianças e adolescentes. Os municípios prioritários serão os 22 pertencentes à Região de Saúde 21 - Região Sul.





    O curso de Qualificação em Saúde Mental para Profissionais da Rede de Urgência e Emergência no Atendimento Pré-Hospitalar (APH) tem o objetivo de qualificar profissionais que componham a rede de urgência e emergência em saúde mental no Atendimento Pré-Hospitalar SAMU/RS para o acolhimento e cuidado em situações de crise.


    Com o objetivo de possibilitar que os profissionais de saúde adquiram conhecimentos para dominar fundamentos básicos da MTC e da biomedicina para viabilizar a oferta de Auriculoterapia no SUS, a PEPIC/RS e o Programa de Extensão SUStentaPICS propõem a elaboração e a oferta de qualificação profissional em Medicina Tradicional Chinesa – Auriculoterapia para profissionais de Atenção Básica, desenvolvida por meio de plataforma educacional para profissionais de nível superior que atuam nos serviços de Atenção Básica do SUS, no Rio Grande do Sul.

    O curso aborda estratégias de acolhimento e cuidado em Saúde Mental na Atenção Primária à saúde (APS), contribuindo para a estratificação de risco, estratégias de matriciamento e articulação intersetorial da Rede Bem Cuidar (RBC) na Rede de Apoio Psicossocial (RAPS)

    Plano de curso atualizado _Julho 2023 território da escuta.pdfPlano de curso atualizado _Julho 2023 território da escuta.pdf

    O curso aborda estratégias de acolhimento e cuidado em Saúde Mental na Atenção Primária à saúde (APS), contribuindo para a estratificação de risco, estratégias de matriciamento e articulação intersetorial da Rede Bem Cuidar (RBC) na Rede de Apoio Psicossocial (RAPS)

    Plano de curso atualizado _Julho 2023 território da escuta.pdfPlano de curso atualizado _Julho 2023 território da escuta.pdf

    O curso aborda estratégias de acolhimento e cuidado em Saúde Mental na Atenção Primária à saúde (APS), contribuindo para a estratificação de risco, estratégias de matriciamento e articulação intersetorial da Rede Bem Cuidar (RBC) na Rede de Apoio Psicossocial (RAPS)

    Plano de curso atualizado _Julho 2023 território da escuta.pdfPlano de curso atualizado _Julho 2023 território da escuta.pdf

    O curso aborda estratégias de acolhimento e cuidado em Saúde Mental na Atenção Primária à saúde (APS), contribuindo para a estratificação de risco, estratégias de matriciamento e articulação intersetorial da Rede Bem Cuidar (RBC) na Rede de Apoio Psicossocial (RAPS)

    Plano de curso atualizado _Julho 2023 território da escuta.pdfPlano de curso atualizado _Julho 2023 território da escuta.pdf

    O curso aborda estratégias de acolhimento e cuidado em Saúde Mental na Atenção Primária à saúde (APS), contribuindo para a estratificação de risco, estratégias de matriciamento e articulação intersetorial da Rede Bem Cuidar (RBC) na Rede de Apoio Psicossocial (RAPS)

    Plano de curso atualizado _Julho 2023 território da escuta.pdfPlano de curso atualizado _Julho 2023 território da escuta.pdf

    O curso aborda estratégias de acolhimento e cuidado em Saúde Mental na Atenção Primária à saúde (APS), contribuindo para a estratificação de risco, estratégias de matriciamento e articulação intersetorial da Rede Bem Cuidar (RBC) na Rede de Apoio Psicossocial (RAPS)

    Plano de curso atualizado _Julho 2023 território da escuta.pdfPlano de curso atualizado _Julho 2023 território da escuta.pdf

    O curso aborda estratégias de acolhimento e cuidado em Saúde Mental na Atenção Primária à saúde (APS), contribuindo para a estratificação de risco, estratégias de matriciamento e articulação intersetorial da Rede Bem Cuidar (RBC) na Rede de Apoio Psicossocial (RAPS)

    Plano de curso atualizado _Julho 2023 território da escuta.pdfPlano de curso atualizado _Julho 2023 território da escuta.pdf

    O curso aborda estratégias de acolhimento e cuidado em Saúde Mental na Atenção Primária à saúde (APS), contribuindo para a estratificação de risco, estratégias de matriciamento e articulação intersetorial da Rede Bem Cuidar (RBC) na Rede de Apoio Psicossocial (RAPS)

    Plano de curso atualizado _Julho 2023 território da escuta.pdfPlano de curso atualizado _Julho 2023 território da escuta.pdf


    Espaço destinado a materiais do projeto transversal do Programa de Saúde Coletiva - Gestão em Saúde.

    Esta disciplina tem por objetivo apresentar e debater elementos conceituais e práticos a respeito da governança, judicialização da saúde, definições e tipos de políticas públicas, introdução ao ciclo de políticas públicas, auditoria do SUS, características gerais do financiamento em saúde, modelo de financiamento da assistência farmacêutica, contratualização.




    Aqui Tutores e Coordenadores de Programa encontram a frequência dos Rs nos "Café Consciência" para fins de ateste de Horas Complementares.


    Dúvidas?

    priscilla-lunardelli@saude.rs.gov.br


    Olá Residentes e Tutores, 

    Aqui vocês encontram toda a documentação de referência da RIS e os modelos padronizados de formulários.


    Dúvidas?

    priscilla-lunardelli@saude.rs.gov.br ou eliandre-abreu@saude.rs.gov.br

    Espaço destinado à socialização de materiais referentes à elaboração do TCR, assim como para a entrega dos documentos e do Trabalho de Conclusão de Residência - TCR 


    Espaço destinado 
    a socialização de materiais referente a elaboração do projeto de  TCR e para a entrega dos documentos e do Projeto Trabalho de Conclusão da RIS

    Espaço destinado para o núcleo de SERVIÇO SOCIAL do Programa de Atenção Básica da RIS

    Dispositivos de Educação na Gestão em Saúde

    Ementa: A disciplina objetiva proporcionar aos profissionais residentes a compreensão sobre as transformações ocorridas no mundo da educação e do trabalho e suas implicações para a formação e o trabalho em saúde, de modo que possam: 1) Analisar criticamente a reforma do setor saúde, suas implicações e responsabilidades para a gestão e educação na saúde; e 2) Compreender a relação das políticas de gestão, formação e de qualificação da força de trabalho em saúde com a eficiência e efetividade dos serviços públicos de saúde e com a consolidação do Sistema Único de Saúde.

    OBJETIVO: Proporcionar suporte teórico e fomentar o pensamento crítico  para as residentes de fisioterapia atuarem de forma qualificada e integrada  nos serviços de saúde e na gestão da AB.

    Espaço destinado para as entregas dos relatórios das Atividades Comunitárias e Culturais

    Espaço destinado para as entregas dos relatórios das Atividades Complementares de Controle Social da RIS 


    Espaço destinado as aulas transversais do 2 ano de Residência Integrada em Saúde da Escola de Saúde Pública.