Available courses

O curso FORMAÇÃO EM GESTÃO DA EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE E PROCESSO DE TRABALHO NO SUS propõe atividades práticas reflexivas visando a implementação da Rede de Educação em Saúde Coletiva no RS tendo a Educação Permanente em Saúde como base conceitual que interroga os serviços e o trabalho em saúde a respeito de seus principais nós críticos. Ao mesmo tempo, propõe estratégias cooperativas e solidárias para a construção de respostas aos desafios existentes nos processos de trabalho partindo das experiências vividas no cotidiano de gestores, trabalhadores e usuários da saúde.

Objetivos:

Geral:

Promover aporte teórico-prático para a implantação de um espaço coletivo organizado, participativo e democrático, que se destina a planejar e executar ações de Educação Permanente em Saúde no âmbito municipal.

Específicos:

  • Implementar a Política Municipal de Educação Permanente em Saúde, que envolve a formação, qualificação e o aperfeiçoamento em saúde coletiva aos trabalhadores da saúde, desenvolvendo atividades de pesquisa, educação permanente e continuada em saúde, além de articulações com as instâncias regionais, estaduais e federais da educação permanente, as instituições formadoras e o controle social.

  • Discutir o processo de planejamento e intervenção na Educação Permanente em Saúde.

  • Promover espaços de discussão para a análise e transformação do processo de trabalho, orientando-o para uma constante melhoria da qualidade das ações e serviços de saúde.

  • Planejar coletivamente o processo de educação permanente para a ABS adequado às necessidades locorregionais.

Metodologia


O projeto será desenvolvido permanentemente uma vez que utiliza a plataforma moodle da Escola de Saúde Pública do RS. A proposta prevê 42 h de formação à distância e 18 h presenciais, 6 h no início, 4 h no decorrer do curso e 8 h final totalizando 60 h de formação. O encontro inicial será de sensibilização, apresentação da plataforma e metodologia do curso e o encontro final será a apresentação de projeto de implantação do Núcleo Municipal de Educação Permanente em Saúde ou equivalente no município de origem dos trabalhadores construído coletivamente pela equipe municipal.

Após o termino do curso os coordenadores municipais assumirão compromisso de participar dos encontros mensais de EPS na 6ª CRS e da agenda da RESC como forma de fomentar e potencializar o trabalho dos Núcleos Municipais.

Para as inscrições, além de ser trabalhador da ABS, será priorizado o município que disponha no mínimo dois trabalhadores para realizar o curso ao mesmo tempo visando a cooperação e o trabalho em equipe. A indicação dos trabalhadores será realizada pelo gestor mediante assinatura de termo de compromisso em que o trabalhador se compromete a finalizar o curso e apresentar o produto do mesmo em seminário com a turma e, posteriormente no município de origem.


O curso FORMAÇÃO EM GESTÃO DA EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE E PROCESSO DE TRABALHO NO SUS propõe atividades práticas reflexivas visando a implementação da Rede de Educação em Saúde Coletiva no RS tendo a Educação Permanente em Saúde como base conceitual que interroga os serviços e o trabalho em saúde a respeito de seus principais nós críticos. Ao mesmo tempo, propõe estratégias cooperativas e solidárias para a construção de respostas aos desafios existentes nos processos de trabalho partindo das experiências vividas no cotidiano de gestores, trabalhadores e usuários da saúde.

Objetivos:

Geral:

Promover aporte teórico-prático para a implantação de um espaço coletivo organizado, participativo e democrático, que se destina a planejar e executar ações de Educação Permanente em Saúde no âmbito municipal.

Específicos:

  • Implementar a Política Municipal de Educação Permanente em Saúde, que envolve a formação, qualificação e o aperfeiçoamento em saúde coletiva aos trabalhadores da saúde, desenvolvendo atividades de pesquisa, educação permanente e continuada em saúde, além de articulações com as instâncias regionais, estaduais e federais da educação permanente, as instituições formadoras e o controle social.

  • Discutir o processo de planejamento e intervenção na Educação Permanente em Saúde.

  • Promover espaços de discussão para a análise e transformação do processo de trabalho, orientando-o para uma constante melhoria da qualidade das ações e serviços de saúde.

  • Planejar coletivamente o processo de educação permanente para a ABS adequado às necessidades locorregionais.

Metodologia


O projeto será desenvolvido permanentemente uma vez que utiliza a plataforma moodle da Escola de Saúde Pública do RS. A proposta prevê 42 h de formação à distância e 18 h presenciais, 6 h no início, 4 h no decorrer do curso e 8 h final totalizando 60 h de formação. O encontro inicial será de sensibilização, apresentação da plataforma e metodologia do curso e o encontro final será a apresentação de projeto de implantação do Núcleo Municipal de Educação Permanente em Saúde ou equivalente no município de origem dos trabalhadores construído coletivamente pela equipe municipal.

Após o termino do curso os coordenadores municipais assumirão compromisso de participar dos encontros mensais de EPS na 6ª CRS e da agenda da RESC como forma de fomentar e potencializar o trabalho dos Núcleos Municipais.

Para as inscrições, além de ser trabalhador da ABS, será priorizado o município que disponha no mínimo dois trabalhadores para realizar o curso ao mesmo tempo visando a cooperação e o trabalho em equipe. A indicação dos trabalhadores será realizada pelo gestor mediante assinatura de termo de compromisso em que o trabalhador se compromete a finalizar o curso e apresentar o produto do mesmo em seminário com a turma e, posteriormente no município de origem.


Residência Integrada em Saúde

A Residência Integrada em Saúde é composta por programas de educação em ambiente de serviço, envolvendo as Residências Médica e Multiprofissional em Saúde, coordenada pela Escola de Saúde Pública/RS, com a participação de instituições vinculadas à administração estadual e municípios parceiros.


RIS - TRANSVERSAL (R1) - EPIDEMIOLOGIA

1  Histórico, uso e conceitos da Epidemiologia e Processo Saúde-Doença

História Natural e prevenção de doenças

Determinação social

Modelo sistêmico

2  Medidas

Mortalidade

Morbidade

Coeficiente

Indicadores

3  Epidemiologia Descritiva

Processos Epidêmicos

a) Conceitos

b) Gráficos

c) Delineamento de Estudos Epidemiológicos.

Discute a inserção do profissional residente de psicologia no campo da saúde mental nos cenários da atenção básica e da Rede de Atenção Psicossocial de forma integrada, desenvolvendo habilidades e competências do núcleo profissional  para a recuperação, reabilitação, proteção e promoção da saúde no Sistema Único de Saúde – SUS nos diferentes pontos de atenção à saúde.