Available courses

O  Curso de Transporte de Hemocomponentes e Validação de Transporte é destinado aos trabalhadores envolvidos no armazenamento, distribuição e transporte de hemocomponentes das unidades de saúde que desenvolvam atividades de hemoterapia. Tendo como objetivo apresentar os conceitos fundamentais relacionados à segurança no transporte terrestre de hemocomponentes, incluindo:

  • Capacitar os trabalhadores para identificar possíveis riscos no transporte de hemocomponentes;
  • Capacitar para a adequada organização e transporte das caixas de transporte, de acordo com as normas sanitárias vigentes;
  • Instruir sobre o processo de validação do transporte de hemocomponentes;
  • Contribuir para o desenvolvimento e compromisso dos profissionais de saúde com a qualidade do transporte dos hemocomponentes;

Após concluir o itinerário formativo do curso, tendo aprovação em todos os módulos, o aluno recebe o atestado do curso de Capacitação para validação e transporte de hemocomponentes. Este profissional deverá ter apreensão de conceitos fundamentais relacionados ao transporte de hemocomponentes de acordo com a legislação sanitária vigente.


Este curso é destinado aos profissionais que trabalham nas Agências Transfusionais e nas Unidades de Coleta e Transfusão vinculadas ao Hemocentro Coordenador do Estado do RS - Hemorgs e aos Hemocentros Regionais.

Nele, serão abordados assuntos como o Ciclo do Sangue, a Captação de Doadores, Imunohematologia teórico, Hemovigilância, Biossegurança e Gerenciamento de Resíduos, Transfusão Sanguínea e Reações Transfusionais/Uso Racional do Sangue, Transporte de Sangue e Hemocomponentes e Gestão de Equipamentos, em 8 módulos, com apresentação do conteúdo em vídeo-aula, material de apoio e avaliação de cada módulo.




Curso de Capacitação em Notificação de Agravos Relacionados ao Trabalho

        O Curso de Capacitação em Notificação de Agravos Relacionados ao Trabalho abrange as portarias que padronizam os procedimentos normativos relacionados à notificação compulsória de agravos e doenças relacionados ao trabalho.  É importante na formação de profissionais de saúde da rede SUS/RS em temas da  Saúde do Trabalhador para o desenvolvimento  das ações. Foi  elaborado pela crescente necessidade de conhecimento do perfil de acidentes e adoecimento de trabalhadores e porquê o número de notificações ainda demonstra-se incipiente, revelando-se a subnotificação ainda presente em muitos processos de adoecimento do trabalhador.

        O desenvolvimento do curso na modalidade à distância justifica-se para oferecer uma maior eficiência/eficácia dos processos de notificação dos agravos relacionados ao trabalho, especialmente no que concerne à implantação de ações de Saúde do Trabalhador na Rede de Atenção à Saúde, visando à integralidade do cuidado, e configura-se numa alternativa de qualificação para todos os 497 municípios no RS, uma vez que temos pactuado o Indicador RS04 – Taxa de Notificações de Agravos Relacionados ao Trabalho.

O Curso tem como objetivo de propiciar a compreensão de conceitos fundamentais relacionados ao Sistema de Informação em Saúde (SINAN), relativos aos agravos e doenças relacionados ao trabalho.

Este curso está voltado para os trabalhadores da saúde da Vigilância em Saúde dos municípios prioritários, Equipes da Atenção Básica, Serviços Especializados, de Clínicas, Hospitais – públicos e privados de Coordenadorias Regionais de Saúde, e Centros de Referência Regionais em Saúde do Trabalhador.



O Curso Instrumentos de Gestão para o Controle Social que tem por objetivo fomentar a reflexão com vistas à instrumentalização das conselheiras e dos conselheiros de saúde acerca dos instrumentos de gestão do SUS, seus fluxos, funções e objetivos, bem como estimular a crítica à conjuntura vivenciada por meio da economia política, pano de fundo das relações entre estado e sociedade.

foto do joão

O Curso de Atualização em Vigilância Sanitária - VISA propõe a formação das equipes de vigilância sanitária dos municípios pertencentes à região administrativa da 6ª CRS. 

A proposta de atualização vem ao encontro do interesse de promover a descentralização de ações estratégicas às equipes municipais e fortalecer os processos de trabalho no âmbito local tendo a Educação Permanente em Saúde como base conceitual que interroga os serviços e o trabalho em saúde a respeito de seus principais nós críticos.

O curso de curta duração, em parceria com o Núcleo de Educação Permanente em Saúde Coletiva (NURESC/6ª), sobre Vigilância Sanitária propõe entender a realidade local e ampliar o conhecimento dos fiscais sanitários municipais para promover ações de saúde e fortalecer a VISA.



O Curso de Capacitação em Covid19 para Monitores da Expointer 2021 tem como objetivo propiciar a compreensão de conceitos fundamentais relacionados ao novo coronavírus (SARS-CoV-2), aos protocolos de prevenção à disseminação e as ações específicas de prevenção ao vírus relacionados aos regulamentos da Expointer 2021.  ocorrerá na modalidade à distância (EaD) oferecendo uma maior eficiência/eficácia em qualificar os monitores para aplicação dos procedimentos de prevenção à disseminação do novo coronavírus (SARS-CoV-2). Por meio da educação em saúde o curso se configura numa alternativa de capacitação, tendo em vista a facilidade que o meio eletrônico/on-line disponibiliza na formação desses monitores. O curso abrangerá os protocolos de procedimentos de prevenção à disseminação do novo coronavírus (SARS-CoV-2. Formará os monitores que trabalharão na Expointer 2021 como agentes multiplicadores de controle do público por meio de ações preventivas de combate a disseminação do vírus no evento. Pois, a necessidade de conhecimento dos protocolos de enfrentamento a COVID-19 relacionados à prevenção é vital, e o número de casos que ainda persiste no atual cenário de pandemia.


O curso de Formação de Cuidadores de Idosos se apresenta como uma estratégia de aperfeiçoamento das práticas de cuidado e de promoção da saúde, considerando o contexto pandêmico da infecção causada pelo novo coronavírus que têm demonstrado um impacto maior em pessoas idosas, e com comorbidades crônicas, tanto em agravamento da doença como na letalidade. 

O curso apresenta uma carga horária de 80 horas, na modalidade Mobile learning híbrida utilizando o smartphone, tablet e computador como tecnologia mediadora dos momentos não presenciais curso. 

As horas estão divididas da seguinte maneira:

●  64 h – capacitação teóricas em 4 módulos compostos com aulas seguindo um roteiro de aprendizagem;


●  16 h - capacitação prática em sala de aula seguindo o planejamento das normas de Biossegurança conforme protocolo vigente.



O  Curso de Transporte de Hemocomponentes e Validação de Transporte é destinado aos trabalhadores envolvidos no armazenamento, distribuição e transporte de hemocomponentes das unidades de saúde que desenvolvam atividades de hemoterapia. Tendo como objetivo apresentar os conceitos fundamentais relacionados à segurança no transporte terrestre de hemocomponentes, incluindo:

  • Capacitar os trabalhadores para identificar possíveis riscos no transporte de hemocomponentes;
  • Capacitar para a adequada organização e transporte das caixas de transporte, de acordo com as normas sanitárias vigentes;
  • Instruir sobre o processo de validação do transporte de hemocomponentes;
  • Contribuir para o desenvolvimento e compromisso dos profissionais de saúde com a qualidade do transporte dos hemocomponentes;

Após concluir o itinerário formativo do curso, tendo aprovação em todos os módulos, o aluno recebe o atestado do curso de Capacitação para validação e transporte de hemocomponentes. Este profissional deverá ter apreensão de conceitos fundamentais relacionados ao transporte de hemocomponentes de acordo com a legislação sanitária vigente.



Curso de Capacitação em Notificação de Agravos Relacionados ao Trabalho

        O Curso de Capacitação em Notificação de Agravos Relacionados ao Trabalho abrange as portarias que padronizam os procedimentos normativos relacionados à notificação compulsória de agravos e doenças relacionados ao trabalho.  É importante na formação de profissionais de saúde da rede SUS/RS em temas da  Saúde do Trabalhador para o desenvolvimento  das ações. Foi  elaborado pela crescente necessidade de conhecimento do perfil de acidentes e adoecimento de trabalhadores e porquê o número de notificações ainda demonstra-se incipiente, revelando-se a subnotificação ainda presente em muitos processos de adoecimento do trabalhador.

        O desenvolvimento do curso na modalidade à distância justifica-se para oferecer uma maior eficiência/eficácia dos processos de notificação dos agravos relacionados ao trabalho, especialmente no que concerne à implantação de ações de Saúde do Trabalhador na Rede de Atenção à Saúde, visando à integralidade do cuidado, e configura-se numa alternativa de qualificação para todos os 497 municípios no RS, uma vez que temos pactuado o Indicador RS04 – Taxa de Notificações de Agravos Relacionados ao Trabalho.

O Curso tem como objetivo de propiciar a compreensão de conceitos fundamentais relacionados ao Sistema de Informação em Saúde (SINAN), relativos aos agravos e doenças relacionados ao trabalho.

Este curso está voltado para os trabalhadores da saúde da Vigilância em Saúde dos municípios prioritários, Equipes da Atenção Básica, Serviços Especializados, de Clínicas, Hospitais – públicos e privados de Coordenadorias Regionais de Saúde, e Centros de Referência Regionais em Saúde do Trabalhador.


Este curso é destinado aos profissionais que trabalham nas Agências Transfusionais e nas Unidades de Coleta e Transfusão vinculadas ao Hemocentro Coordenador do Estado do RS - Hemorgs e aos Hemocentros Regionais.

Nele, serão abordados assuntos como o Ciclo do Sangue, a Captação de Doadores, Imunohematologia teórico, Hemovigilância, Biossegurança e Gerenciamento de Resíduos, Transfusão Sanguínea e Reações Transfusionais/Uso Racional do Sangue, Transporte de Sangue e Hemocomponentes e Gestão de Equipamentos, em 8 módulos, com apresentação do conteúdo em vídeo-aula, material de apoio e avaliação de cada módulo.



O Curso de Educação Permanente em Assistência Farmacêutica sera ministrado pela farmacêutica Agnes...

O curso FORMAÇÃO EM GESTÃO DA EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE E PROCESSO DE TRABALHO NO SUS propõe atividades práticas reflexivas visando a implementação da Rede de Educação em Saúde Coletiva no RS tendo a Educação Permanente em Saúde como base conceitual que interroga os serviços e o trabalho em saúde a respeito de seus principais nós críticos. Ao mesmo tempo, propõe estratégias cooperativas e solidárias para a construção de respostas aos desafios existentes nos processos de trabalho partindo das experiências vividas no cotidiano de gestores, trabalhadores e usuários da saúde.

Objetivos:

Geral:

Promover aporte teórico-prático para a implantação de um espaço coletivo organizado, participativo e democrático, que se destina a planejar e executar ações de Educação Permanente em Saúde no âmbito municipal.

Específicos:

  • Implementar a Política Municipal de Educação Permanente em Saúde, que envolve a formação, qualificação e o aperfeiçoamento em saúde coletiva aos trabalhadores da saúde, desenvolvendo atividades de pesquisa, educação permanente e continuada em saúde, além de articulações com as instâncias regionais, estaduais e federais da educação permanente, as instituições formadoras e o controle social.

  • Discutir o processo de planejamento e intervenção na Educação Permanente em Saúde.

  • Promover espaços de discussão para a análise e transformação do processo de trabalho, orientando-o para uma constante melhoria da qualidade das ações e serviços de saúde.

  • Planejar coletivamente o processo de educação permanente para a ABS adequado às necessidades locorregionais.

Metodologia


O projeto será desenvolvido permanentemente uma vez que utiliza a plataforma moodle da Escola de Saúde Pública do RS. A proposta prevê 42 h de formação à distância e 18 h presenciais, 6 h no início, 4 h no decorrer do curso e 8 h final totalizando 60 h de formação. O encontro inicial será de sensibilização, apresentação da plataforma e metodologia do curso e o encontro final será a apresentação de projeto de implantação do Núcleo Municipal de Educação Permanente em Saúde ou equivalente no município de origem dos trabalhadores construído coletivamente pela equipe municipal.

Após o termino do curso os coordenadores municipais assumirão compromisso de participar dos encontros mensais de EPS na 6ª CRS e da agenda da RESC como forma de fomentar e potencializar o trabalho dos Núcleos Municipais.

Para as inscrições, além de ser trabalhador da ABS, será priorizado o município que disponha no mínimo dois trabalhadores para realizar o curso ao mesmo tempo visando a cooperação e o trabalho em equipe. A indicação dos trabalhadores será realizada pelo gestor mediante assinatura de termo de compromisso em que o trabalhador se compromete a finalizar o curso e apresentar o produto do mesmo em seminário com a turma e, posteriormente no município de origem.


O curso FORMAÇÃO EM GESTÃO DA EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE E PROCESSO DE TRABALHO NO SUS propõe atividades práticas reflexivas visando a implementação da Rede de Educação em Saúde Coletiva no RS tendo a Educação Permanente em Saúde como base conceitual que interroga os serviços e o trabalho em saúde a respeito de seus principais nós críticos. Ao mesmo tempo, propõe estratégias cooperativas e solidárias para a construção de respostas aos desafios existentes nos processos de trabalho partindo das experiências vividas no cotidiano de gestores, trabalhadores e usuários da saúde.

Objetivos:

Geral:

Promover aporte teórico-prático para a implantação de um espaço coletivo organizado, participativo e democrático, que se destina a planejar e executar ações de Educação Permanente em Saúde no âmbito municipal.

Específicos:

  • Implementar a Política Municipal de Educação Permanente em Saúde, que envolve a formação, qualificação e o aperfeiçoamento em saúde coletiva aos trabalhadores da saúde, desenvolvendo atividades de pesquisa, educação permanente e continuada em saúde, além de articulações com as instâncias regionais, estaduais e federais da educação permanente, as instituições formadoras e o controle social.

  • Discutir o processo de planejamento e intervenção na Educação Permanente em Saúde.

  • Promover espaços de discussão para a análise e transformação do processo de trabalho, orientando-o para uma constante melhoria da qualidade das ações e serviços de saúde.

  • Planejar coletivamente o processo de educação permanente para a ABS adequado às necessidades locorregionais.

Metodologia


O projeto será desenvolvido permanentemente uma vez que utiliza a plataforma moodle da Escola de Saúde Pública do RS. A proposta prevê 42 h de formação à distância e 18 h presenciais, 6 h no início, 4 h no decorrer do curso e 8 h final totalizando 60 h de formação. O encontro inicial será de sensibilização, apresentação da plataforma e metodologia do curso e o encontro final será a apresentação de projeto de implantação do Núcleo Municipal de Educação Permanente em Saúde ou equivalente no município de origem dos trabalhadores construído coletivamente pela equipe municipal.

Após o termino do curso os coordenadores municipais assumirão compromisso de participar dos encontros mensais de EPS na 6ª CRS e da agenda da RESC como forma de fomentar e potencializar o trabalho dos Núcleos Municipais.

Para as inscrições, além de ser trabalhador da ABS, será priorizado o município que disponha no mínimo dois trabalhadores para realizar o curso ao mesmo tempo visando a cooperação e o trabalho em equipe. A indicação dos trabalhadores será realizada pelo gestor mediante assinatura de termo de compromisso em que o trabalhador se compromete a finalizar o curso e apresentar o produto do mesmo em seminário com a turma e, posteriormente no município de origem.


foto

O curso propõe a qualificação acerca da educação permanente em saúde como estratégia para a consolidação da Rede de Educação em Saúde Coletiva no RS, refletindo sobre o processo de trabalho dos Núcleos Regionais de Educação em Saúde Coletiva e o apoio aos Núcleos Municipais de Educação em Saúde Coletiva ou representantes de educação em saúde coletiva/permanente dos municípios.

Objetivos:

Geral:

Refletir sobre o processo de trabalho dos NURESCs, enquanto dispositivo da Rede de Educação em Saúde Coletiva/ RS e a interface com a ESP/ RS.

Específicos:

    • Dar visibilidade aos dispositivos da RESC como potenciais articuladores da educação em saúde coletiva no RS. 

    • Subsidiar os NURESCs em relação ao processo de trabalho em cada território.

    • Fortalecer os NURESCs enquanto dispositivos estratégicos de articulação da educação em saúde coletiva das CRS.

    • Refletir sobre a educação permanente em saúde como estratégia da educação em saúde coletiva

    • Facilitar subsídios teórico-práticos sobre a educação em saúde coletiva - educação permanente em saúde.

Metodologia

O projeto será desenvolvido permanentemente uma vez que utiliza a plataforma moodle da Escola de Saúde Pública do RS. A proposta prevê 40 h de formação à distância, com momentos síncronos. 

Para as inscrições, a prioridade são os servidores vinculados aos NURESCs. Além dos coordenadores dos NURESCs, as CRS poderão inscrever, mais um servidor de outra política.

A inscrição dos servidores (as) será realizada pelo NURESC, a partir do envio dos dados solicitados, do termo de compromisso da CRS e da autorização de cessão de imagem. 


Ementa: Estudo da gestão e estratégias organizacionais no contexto do SUS, entendendo como se dá a construção e implementação de ações do Estado, para alterar ou manter uma determinada realidade em saúde. Análise dos modos de estruturação organizacional da gestão em saúde frente à natureza política e dialética das relações de poder, na administração pública, através da análise dos processos, construção de modelos e construção das estratégias de tomada de decisão.

Carga Horária: 78 horas/ano

Disciplina do Programa de Saúde Mental Coletiva da Residência Integrada em Saúde disponibilizada para os R2.

Disciplina do Programa de Saúde Mental Coletiva da Residência Integrada em Saúde/ESP/RS disponibilizada para para os R1.


Estudo dos conceitos que embasam a realidade do território, o planejamento, a clínica ampliada, a promoção da saúde, a educação na Atenção Primária em Saúde e a prevenção de agravos, possibilitando a reflexão sobre o processo de trabalho nas equipes, visando à produção de conhecimento e de ações implicadas com o Sistema Único de Saúde.

Núcleo Serviço Social

Considerando a conjuntura atípica causada  pela pandemia covid-19;

Considerando  que no ano de 2021 não foram disponibilizadas vagas para R1 de Serviço Social no programa de SMC;

Considerando as discussões realizadas junto aos grupos de ambos os programas, encaminhou-se que, excepcionalmente no ano corrente de 2021, os encontros de núcleo de Serviço Social da AB e SM  serão realizados de forma conjunta.



Controle Social

Espaço destinado para as entregas dos relatórios das Atividades Complementares de Controle Social da RIS 

Tutoria: Maria Antônia Heck e Priscilla Lunardelli


Atividade destinadas aos/às participantes ds RIS que ingressaram no ano de 2020, e estão no R2 a partir de 3/2021.

Curso destinado à Disciplina de Atenção Primária à Saúde II do Programa de Atenção Básica da RIS/ESP 

Estudo dos conhecimentos e práticas em gestão, assistência e educação em saúde, que contribuem para a formação na atenção básica, considerando as políticas nacionais, estaduais e municipais vigentes no e para o SUS

A Disciplina: Sistemas de Informação Em Saúde R2 tem como objetivo geral da disciplina: Capacitar os profissionais da área de Saúde a compreender o processo de produção, disseminação uso da informação em Saúde e sua importância para a gestão e o controle social do SUS.

Espaço destinado para entrega de Projetos de Pesquisa de R1 - entregues atrasados anteriores ao ano de 2021

- Apresentação do Plano de Ensino

- Manual TCR 2019 (alterações)

- Cadastro Plataforma Brasil

- Relato de cada projeto

- Artigo ou Monografia?

Giovana Sasso Turra

 

- Pesquisa Quantitativa: resultados e discussão

 

Elson Farias

- Pesquisa Qualitativa: análise de dados

Luiz Fernando Alvarenga

- Avaliação

 

Giovana Sasso Turra

RIS - TRANSVERSAL (R1) - EPIDEMIOLOGIA

1  Histórico, uso e conceitos da Epidemiologia e Processo Saúde-Doença

História Natural e prevenção de doenças

Determinação social

Modelo sistêmico

2  Medidas

Mortalidade

Morbidade

Coeficiente

Indicadores

3  Epidemiologia Descritiva

Processos Epidêmicos

a) Conceitos

b) Gráficos

c) Delineamento de Estudos Epidemiológicos.

Este curso destina-se a disseminar os materiais instrucionais e atividades para os residentes de medicina da ESP

1568756059_EDITAL medica 2019.pdf1568756059_EDITAL medica 2019.pdf

Objetivo Geral da Disciplina: Ferramentar o estudante R1 no uso da Estatística e Bioestatística aplicada a área da Saúde e suas interelações com os processos de trabalho e pesquisa.


A Disciplina: Sistemas de Informação Em Saúde R2 tem como objetivo geral da disciplina: Capacitar os profissionais da área de Saúde a compreender o processo de produção, disseminação uso da informação em Saúde e sua importância para a gestão e o controle social do SUS.